Monday, October 16, 2006

Retificação

Retificando o excelente texto do Miguw, é preciso dizer que a mesma matéria do mencionado jornal também citou uma grande vitória para nós:
"O brasileiro não teve a mesma paciência para o Legislativo federal. O número de nulos cresceu 66%, e o de brancos, 34%. Assim, o bloco de votos não válidos em relação ao total passou de 7,6% para 11,1%. Nos principais Estados do país o voto de protesto para deputado federal foi mais forte. No Rio de Janeiro, os nulos cresceram 127% e os brancos 63%. Em São Paulo, esses números foram, respectivamente, de 109% e 27%. Em termos absolutos, quase 4,5 milhões de eleitores a mais optaram por votar nulo ou branco para deputado federal."

6 Comments:

Blogger Mythus said...

É uma matemática que eu não compreendo. Se o voto nulo vale para não legitimar o sistema e se o voto de protesto vale como protesto, como é que o mesmo voto, quando usando para escolher um candidato, perde o valor?

Se o voto não vale nada, o protesto com voto num palhaço qualquer ou anulação do voto, do mesmo modo, são inócuos.

Um estado que sempre me causa espanto é São Paulo. O voto de protesto tem levado cada figura ao Congresso... não sei se por pilheria ou por completo descaso com o sistema.

Monday, October 16, 2006 6:09:00 PM  
Anonymous arnoldo, o hamster sagaz said...

tá lá, desde o começo: o voto nulo não vale nada. os outros também não.
mas um monte de votos nulos indica que já tem um monte de gente entendendo que, do jeito que tá, não dá. gente que abriu mão da ilusão eleitoral.
é isso.
(você acha que foi o voto de protesto que elegeu clodovil? acho que você tem fé demais na humanidade.)

Tuesday, October 17, 2006 4:28:00 AM  
Anonymous Marcelo said...

Como disse um iluminado na prova do vestibular, concordo em gênero e número igual quanto ao voto pela coerência.

Vota-se nulo porque esse é o lugar do voto na vida das pessoas, que de 2 em 2 anos (quando não há um referendo qualquer que nos obriga a mais uma visão da maquininha)são arrastadas a um ritual de limpeza de consciência e sensação de recomeço, mas ou menos como as promessas de largar o cigarro que faço há 15 anos no 1º de janeiro.

Agora essa esperança de que o mundo mude por meio do voto (mesmo que seja o voto nulo) é bem ingênuo.

Esse voto nulo diz tanto sobre as intenções e preferências individuais quanto qualquer outro. Não se sabe se ele vota nulo porque errou na hora, estava bêbado, não teve saco de escolher ou foi enganado pelo mesário, coisa que por experiência pessoal sei que acontece bastante.

Escolhemos apenas uma entre as escolhas dadas. O voto nulo faz parte do ritual, onde os mais "revoltadinhos" podem, democraticamente, dizer que não estão nem aí pra política.

No final, é só uma questão de escolher aquela opção que deixa a sua consciência mais tranquila, enquanto cidadão participante das urnas.

Tuesday, October 17, 2006 6:44:00 AM  
Anonymous Anonymous said...

o cara pode votar bêbado com muita lucidez.
ou não?

hic!

Tuesday, October 17, 2006 9:40:00 AM  
Blogger Manezinho Birigüí said...

in vinu veritas

Tuesday, October 17, 2006 10:34:00 PM  
Blogger Manezinho Birigüí said...

Gente, vamo falar sério agora:
1) Não queremos mudar o mundo com nosso humilde voto nulo. Só não queremos participar da sua manutenção!
2)Se o voto nulo "só" fizesse parte do ritual, o TSE não tinha investido tubos nessas eleições contra o próprio voto nulo. Este é símbolo de descrença e, se a maioria é descrente, só queremos incentivar que ela se manifeste.
3)Sim, no final, é só uma questão de escolher aquela opção que deixa a sua consciência mais tranquila. E é óbvio q o voto nulo deixa a consciência muuuuuito mais tranquila!

Tuesday, October 17, 2006 10:39:00 PM  

Post a Comment

<< Home